A síntese profissional é um exercício de seleção e replicação de ideias-mestras simplificadas para facilitar a tomada de decisões e a ação. o escrevendo um resumo profissional não é insignificante, especialmente desde o espírito de síntese não é uma disposição natural muito comum. O exercício da síntese profissional é mais complicado quando se trata de seguir um plano pré-definido, criar caixas para organizar as diferentes idéias. Quer seja uma anotação ou um relatório, vários critérios definem a escrevendo um resumo profissional bem sucedida. Para descobrir como escrever um resumo profissionalAqui estão algumas dicas e conselhos.

O que a síntese profissional não é

A síntese profissional não é uma dissertação para os alunos. Mesmo que ela peça um ensaio com um plano com duas ou três partes em torno de um assunto específico, não se trata aqui de fazer uma análise pessoal. Em outras palavras, a síntese não é deixada a seu critério.

É o estudo de um arquivo ou documento em si, portanto, não há questão de tratar ou não lidar com essa ou aquela parte deste arquivo. Estes últimos devem ser tratados em sua totalidade e as informações não devem ser apreciadas pessoalmente pelo autor do documento. Informações adicionais não devem ser adicionadas ao arquivo a ser processado e a subjetividade é proibida.

O resumo profissional é ainda menos uma nota administrativa. Se os dois escritos apresentam um ponto comum nas características que possuem, a síntese profissional é distinguida por sua objetividade absoluta. Através de sua cultura geral, o empregado deve colocar o assunto em um contexto geral em termos de síntese.

O que é um resumo profissional e por que escrevê-lo?

Uma síntese profissional é um resumo estruturado e estruturado de forma clara e dinâmica para um fim específico. Simplifica um documento como um artigo, um regulamento, um padrão, um arquivo completo, um livro.

É um conjunto de elementos que formam uma composição coerente e ordenada, onde as ideias estão ligadas de acordo com um raciocínio bem estabelecido. A síntese profissional se distingue do supérfluo, permanece neutra e objetiva sem marca de enunciação, de parcialidade, nem de julgamento pessoal sobre as idéias que desenvolve. Também é fiel às idéias dos autores sem tentar dividi-los ou extrapolá-los.

É importante escreva um resumo profissional para permitir que o destinatário tome uma decisão e tome medidas de forma eficaz. A quantidade de informação disponível é enorme e as muitas áreas a serem cobertas nem sempre permitem tempo ou habilidade para analisá-las. Daí a necessidade de escrever e distribuir notas de resumo.

LEIA  Mensagem de ausência impactante para técnicos de suporte de TI

Objetivo da síntese profissional

Antes de começar a escrever e coletar informações, primeiro você precisa definir o propósito de um resumo profissional. Definir uma meta para a síntese ajuda a esclarecer o que e quem ela servirá. Ao contrário de uma síntese de competições, escreva um resumo profissional é feito de forma bastante livre, prestando especial atenção às necessidades do negócio.

Devemos, portanto, identificar quem está escrevendo a síntese profissional. A síntese e o vocabulário utilizados se adaptarão de acordo com seu público. Assim, se o documento for destinado a um técnico de informática, será normal usar um vocabulário técnico; no entanto, tal vocabulário será evitado se o documento for endereçado a um advogado ou a um contador.

Nesse estágio, também é importante conhecer o nível de conhecimento do assunto de seu interlocutor. Se este é um neófito, a síntese terá que ter uma visão global do sujeito e será necessário focar nos aspectos mais interessantes se o interlocutor for um não-neófito.

Saber com que propósito é escrito a síntese também é essencial. Esta etapa permite saber se a síntese servirá para formar uma opinião sobre um assunto, tomar uma decisão, buscar uma solução para um problema, aprofundar um relatório, verificar uma informação, etc. A abordagem do sujeito dependerá, portanto, do objetivo perseguido, assim como a busca por informações.

Pesquisa e priorização de informações

A coleta de informações necessárias para a escrita é feita através da leitura. Quando se trata de sintetizar um texto, a coleta de informações passa pela busca pela estrutura do texto (títulos, subtítulos, intenção do autor etc.) e pela coleta de informações importantes. O objetivo de coletar informações é descobrir onde estão as informações e como elas são organizadas.

Não consiste em compreender ou analisar o conteúdo destes. Durante este estágio, será necessário suprimir tudo o que é supérfluo para reter apenas o essencial. Em termos concretos, a busca de informações vem depois de ter definido sua meta e suas necessidades. Consiste em várias partes nas quais devemos responder as questões que, quando, o quê, como, quanto, porque (definir as causas), para quê (definir os objetivos). As partes ficam mais ricas à medida que a pesquisa evolui.

É vital não usar frases longas, mas escolher cuidadosamente as palavras-chave para facilitar a síntese de uma ideia. Ao final da busca por informações, é importante pensar em priorizá-las dentro de cada parte, dando atenção especial a palavras-chave importantes. A coleta e priorização de informações é um passo essencial para ajudar a construir um plano claro e preciso.

LEIA  A importância da linha de assunto em um email profissional

Construção de um plano de síntese profissional

Para construir o plano para um síntese profissionalDevemos destacar os aspectos mais importantes, aqueles que merecem atenção especial. O plano é construído livremente de acordo com se é uma síntese temática (com uma visão global do sujeito), uma síntese de causas-consequências ou uma síntese de proposições.

Todas as idéias coletadas devem ser integradas ao plano, ligando as ideias mais importantes ao esboço. O plano deve estar alinhado com o assunto da síntese e deve respeitar um certo equilíbrio. As partes e subpartes devem ter um tamanho substancialmente igual e ser de interesse aproximadamente equivalente.

A construção do plano não deve ser complexa, mas sim clara, lógica e facilmente compreensível. A primeira parte pode ser reservada para a análise das causas e os dados correspondentes de um problema. Para a segunda parte, podemos apresentar as consequências relacionadas a esse problema, propor possíveis soluções e as condições para sua implementação.

Escreva um resumo profissional Geralmente é feito em duas ou três partes, mas aconselha-se limitar a duas partes. O plano deve ser exibido em destaque no documento para que todas as peças possam ser facilmente identificadas. Recomenda-se materializá-lo por uma numeração para partes (I e II) e subpartes (A e B ou 1 e 2). Cada parte e subparte deve ser precedida por um título. Além das duas partes do desenvolvimento, a síntese profissional também pode ter uma introdução e uma conclusão.

O desenvolvimento geralmente varia de acordo com o assunto, mas a introdução e conclusão quase sempre têm o mesmo papel. Assim, a introdução informará o destinatário sobre o propósito da síntese, as causas que motivaram, a importância e o interesse deste último. A introdução deve ser precisa, breve e completa. Algumas linhas são suficientes para dizer o que está na sinopse.

Em alguns casos, por escreva um resumo profissionaluma introdução não é necessária e pode ser ignorada, pois tende a lembrar coisas óbvias. Mas é de grande benefício, especialmente para garantir que o destinatário entenda você. Também permite recuperar o contexto, se a síntese tiver que ser lida várias vezes.

Quanto à conclusão, deve-se fazer mais do que resumir o documento, é uma resposta ao problema levantado na síntese. Repete amplamente as recomendações para apresentar as soluções defendidas pelo autor e não tem o papel de trazer novos elementos em relação ao desenvolvimento do plano.

LEIA  Escreva textos profissionais

Escrita do resumo profissional

Uma vez que o plano é construído, devemos prosseguir para o escrevendo um resumo profissional. As regras gerais para escrever documentos também se aplicam à redação sumária. As frases devem ser curtas em parágrafos bem estruturados e em um vocabulário compreensível. O estilo e a sintaxe da nota de resumo devem estar de acordo com os códigos da palavra escrita, sejam fluidos, sóbrios e elegantes, se possível.

Se alguns itens exigirem mais explicações, pode ser conveniente devolvê-los como um apêndice para facilitar a leitura do documento. Caso a síntese seja longa e exceda mais de 3 páginas, não hesite em inserir um resumo. Tabelas e gráficos podem ser úteis para acompanhar e ilustrar textos. Os títulos das partes e subpartes devem estar falando. Devemos evitar enquadrar títulos muito pobres (história, contexto, por exemplo). Os títulos devem ter algum poder e fornecer informações sobre o conteúdo do parágrafo.

Quanto aos parágrafos, é inútil ser lírico demais em querer construir frases bonitas, é melhor defender a clareza das observações com frases curtas. Para o layout, pode ser útil dividir a página em colunas mencionando o plano detalhado, informações sintetizadas e figuras-chave, gráficos, imagens para ilustrar as observações.

Outras regras de metodologia a serem respeitadas

Ao escrever, é aconselhável generalizar e não mencionar todos os detalhes que não são úteis. Generalizar o resumo remove esses detalhes sem importância enquanto apresenta informações importantes. Além disso, deve-se ter cuidado para remover marcas de oralidade, tiques verbais, repetições, hesitações, etc.

Algumas palavras que se enquadram em tiques verbais não têm lugar na escrita, especialmente se não tiverem um significado preciso. Palavras como "como dizer", "ie" no início dos parágrafos podem ser excluídas sem afetar o significado de uma frase. Para os exemplos, é necessário limitar o uso do último e reter apenas o mais marcante.

A reprodução do raciocínio e expressões dos alto-falantes também é recomendada. Se essas expressões forem uma linguagem técnica usada por um falante, elas podem ser muito úteis para o entendimento. É importante refinar sua escrita à medida que a escrita progride e releia.

No final do escrevendo um resumo profissionalVocê tem que relê-lo e cuidar dos primeiros parágrafos do seu documento, que muitas vezes são lidos cuidadosamente pelos diferentes leitores da empresa.