Imprimir amigável, PDF e e-mail

Jornalista por cinco anos em nome da mídia de referência, Jean-Baptiste pareceria, a priori, não corresponder ao perfil típico do aprendiz de Gerenciador de Conteúdo. "Demasiado treinado", já formado, experiente nas técnicas de escrita e também nas exigências da web, rico em longa experiência ... A sua formação no Ifocop marcou, no entanto, uma aceleração na sua carreira. Ele conta como.

Jean-Baptiste, li no seu currículo que você já é bacharel em jornalismo. Qual é o objetivo, então, de se registrar em um curso de treinamento de Gerenciador de conteúdo?

O interesse é muito fácil de entender para mim: são dois trabalhos fundamentalmente diferentes, com missões aparentemente semelhantes - produzir conteúdo - mas a realidades, principalmente econômicas, que também são diferentes. Claro que existe a escrita em comum e a vontade de informar, tal como a utilização de ferramentas semelhantes ou idênticas como um site, uma newsletter, um blog… Mas a comparação não pode ir além.

Por causa dessa base comum, ainda podemos falar por você de uma "especialização" ao invés de um retreinamento, certo?

Sim, é neste estado de espírito que abordei a minha formação como gestor de conteúdos. O objetivo era adquirir competências adicionais, desenvolver noções de marketing digital, codificação,

Continue lendo o artigo no site original →

LEIA  07| O que acontece no final do curso de formação?