Imprimir amigável, PDF e e-mail

O termo licença é geralmente usado para se referir às cinco semanas de licença paga. Mas nem sempre é esse o caso, o mesmo termo abrange vários outros significados. Neste novo artigo sobre o assunto, focaremos em onze novos tipos de licença.

Nas próximas linhas, tentaremos fazer você descobrir licença de paternidade, licença para crianças doentes e licença sabática em particular. Esperamos que nossa abordagem permita que você descubra todas essas folhas e suas modalidades e que tudo isso seja útil para você.

A SAÍDAPATERNIDADE E RECEPÇÃO DA CRIANÇA

Na França, a licença de paternidade e assistência à infância está listada nos artigos L1225-35, L1226-36 e D1225-8 do Código do Trabalho. É disponibilizado a todos os funcionários que se tornam pais, independentemente de sua atividade profissional, antiguidade, tipo de contrato de trabalho e status social. Trabalhadores independentes também podem tirar proveito desse tipo de licença. A duração da licença de paternidade e assistência à infância varia de acordo com o número de nascimentos. Dura 11 dias, incluindo finais de semana, quando há um único nascimento, 18 dias no caso de nascimentos múltiplos. Além disso, pode ser tomado após os 3 dias legais de licença de nascimento.

Os 11/18 dias de licença de paternidade e assistência à infância não podem ser divididos.

LICENÇA DE ADOÇÃO

A licença por adoção é a licença que qualquer empregador tem a obrigação de conceder a qualquer empregado que adote um ou mais filhos. Quando o contrato de trabalho não cobre a manutenção do salário, o empregado que gozou a licença pode ser indenizado se cumprir as seguintes condições:

  • foram registrados no sistema de previdência social por pelo menos 10 meses
  • trabalharam em média 200 horas durante os três meses anteriores à adoção.

A duração da licença de adoção pode durar:

  • 10 semanas para um primeiro ou segundo filho
  • 18 semanas ao adotar um terceiro ou mais filhos
  • 22 semanas quando é uma adoção múltipla e você já tem dois filhos dependentes.

Geralmente começa na semana anterior à adoção do (s) filho (s) e pode ser combinado com os 3 dias de licença de nascimento obrigatória.

A licença pode ser dividida entre os dois pais, o que adicionará mais 11 ou 18 dias se várias crianças forem integradas à casa.

 SAÍDA DE CRIANÇA DOENTE

A licença-filho por doença é a licença que permite a um funcionário se ausentar temporariamente do trabalho para cuidar de seu filho doente. De acordo com as disposições do artigo L1225-61 do Código do Trabalho, certas condições regem esta licença, incluindo o fato de que:

  • o filho do funcionário deve ter menos de 16 anos,
  • o funcionário deve ser responsável pela criança.
LEIA  O que é imposto retido na fonte?

Por outro lado, a licença de puericultura não é concedida de acordo com a antiguidade do empregado ou de acordo com sua posição na empresa. Em suma, o empregador é obrigado a concedê-lo a qualquer funcionário da empresa.

Esta licença além de não ser remunerada, tem duração que varia de acordo com a idade e o número de filhos do empregado. Portanto, dura:

  • 3 dias para uma criança menor de 16 anos,
  • 5 dias para uma criança menor de 1 ano,
  • 5 dias para um funcionário que cuida de 3 crianças com menos de 16 anos.

Em alguns casos, o acordo coletivo concede um período mais longo de licença para crianças doentes, pergunte.

LICENÇA SABBATICA           

Licença sabática é aquela que dá a qualquer funcionário o direito de se ausentar do trabalho por um período regulamentado, para conveniência pessoal. Só pode ser concedido a um funcionário que tenha:

  • pelo menos 36 meses de antiguidade na empresa,
  • possuindo em média 6 anos de atividade profissional,
  • que não se beneficiaram de licença de treinamento individual, licença para estabelecer uma licença comercial ou sabática nos 6 anos anteriores na empresa.

A duração da licença sabática geralmente varia entre 6 e 11 meses no máximo. Além disso, durante esse período, o empregado não recebe remuneração.

 DEIXE A MORTE

O Código do Trabalho, por meio de seu artigo L3142-1, prevê, em caso de morte de um membro da família do empregado, licença específica conhecida como licença por morte. É concedido a todos os colaboradores sem qualquer condição de antiguidade. Além disso, a duração da licença por luto varia de acordo com o vínculo que o funcionário compartilha com o falecido. É, portanto:

  • 3 dias em caso de morte de um cônjuge, parceiro civil ou parceiro.
  • 3 dias pela morte da mãe, pai, irmãos ou irmãs ou sogros (pai ou mãe)
  • 5 dias para o dramático caso de perda de um filho.
LEIA  O Plano de Desenvolvimento de Habilidades: Ações de treinamento para empregadores para seus funcionários.

Certos acordos coletivos aumentaram a duração das ausências fixadas por lei. Uma nova lei deve aparecer em breve para estender a licença de uma criança morta para 15 dias.

 PRESENÇA PARENTAL DEIXADA

A lei prevê a todos os funcionários uma licença especial chamada licença parental. Essa licença dá ao empregado a possibilidade de interromper o trabalho para cuidar de seu filho, que apresentaria um estado de saúde que requer cuidados restritivos e presença sustentada.

A licença parental é concedida apenas a funcionários do setor privado, funcionários permanentes, agentes não permanentes e estagiários.

Em suma, só é concedido quando a criança tem uma deficiência, uma doença grave ou é vítima de um acidente particularmente significativo. Infelizmente, não é remunerado e tem uma duração máxima de 310 dias.

LICENÇA DE CARREIRA

De acordo com a lei 2019-1446 de 24 de dezembro de 2019, qualquer funcionário tem o direito de interromper o trabalho para ajudar alguém que amado que teria uma séria perda de autonomia ou seria desabilitado. Essa licença, chamada licença de cuidador, não tem impacto no emprego do funcionário.

Para se beneficiar, o funcionário deve ter em média 1 ano de antiguidade na empresa. Além disso, o parente a ser ajudado deve residir imperativamente permanentemente na França. Portanto, pode ser um cônjuge, um irmão, uma tia, um primo, etc. Também pode ser uma pessoa idosa com laços estreitos com o empregado.

A duração da licença do cuidador é limitada a 3 meses. No entanto, pode ser renovado.

Alguns acordos coletivos oferecem condições mais favoráveis, mais uma vez não se esqueça de perguntar.

 LICENÇA DE SOLIDARIEDADE FAMILIAR

A lei prevê aos funcionários cujo ente querido é vítima de uma doença incurável uma licença especial chamada licença de solidariedade familiar. Graças a essa licença, o funcionário pode reduzir ou interromper temporariamente o trabalho para cuidar melhor de um ente querido seriamente afetado. Este último pode ser um irmão, uma irmã, um ascendente, um descendente, etc.

LEIA  Qual é a diferença entre salário líquido e salário bruto?

A duração da licença de solidariedade familiar é de no mínimo 3 meses e no máximo 6 meses. Além disso, durante o período de férias, o funcionário pode receber 21 dias de remuneração (tempo integral) ou 42 dias de remuneração (tempo parcial).

LICENÇA DE CASAMENTO

A lei prevê a todos os empregados dias excepcionais de licença para casamento, PACS ou casamento de um dos filhos. Além disso, de acordo com os termos dos artigos L3142-1 e seguintes do Código do Trabalho, qualquer empregador é obrigado a conceder casamento remunerado ou licença PACS aos empregados que o solicitem. Além disso, o colaborador pode usufruir, seja em CDD, CDI, estágio ou trabalho temporário.

Em resumo, quando um funcionário se casa ou conclui um PACS, ele se beneficia de uma licença de 4 dias. No caso do casamento de seu filho, o empregado tem direito a 1 dia de folga.

LICENÇA PARENTAL EM TEMPO INTEGRAL

A licença parental em período integral é outro tipo de licença concedida aos funcionários quando uma criança nasce ou é adotada. É concedido a qualquer funcionário que tenha em média 1 ano de antiguidade na empresa. Essa antiguidade é geralmente julgada de acordo com a data de nascimento da criança ou a da chegada ao domicílio da criança adotada.

Licença parental a tempo inteiro por um período máximo de 1 ano, renovável sob certas condições. Por outro lado, se a criança for vítima de um acidente ou de uma deficiência grave, é possível prolongar a licença por mais 1 ano. No entanto, a licença parental em período integral não é remunerada.

DEIXE O EXERCÍCIO DE UM MANDATO POLÍTICO LOCAL

A lei prevê que qualquer funcionário que exerça um mandato político local se beneficie de autorizações e créditos por hora. Assim, a licença para o exercício de um mandato político local dá ao empregado a possibilidade de cumprir suas obrigações de acordo com seu mandato (eleito regional, municipal ou departamental).

Deve-se notar, entre outras coisas, que a duração dessas ausências não é definida previamente. Além disso, todos os empregadores são obrigados a conceder a qualquer funcionário eleito o tempo necessário para exercer adequadamente seu mandato.