Imprimir amigável, PDF e e-mail

Executivo sênior: definição

Para ser considerado um executivo sênior, o funcionário deve estar investido de responsabilidades importantes envolvendo:

grande independência na organização de sua programação; poder de tomada de decisão amplamente autônomo; o benefício de uma das mais importantes remunerações da empresa.

Esses critérios cumulativos implicam que apenas os executivos que participam da gestão da empresa se enquadram nesta categoria.

Em caso de disputa sobre o status do funcionário, os juízes verificarão, em particular, se ele combina esses 3 critérios.

Executivo sênior: 3 critérios cumulativos

No caso que acaba de ser julgado pelo Tribunal de Cassação, um empregado, contratado como diretor administrativo e financeiro, foi demitido por falta grave. Ela encaminhou diversos pedidos à justiça, em particular com o objetivo de constatar que ela não possuía a condição de alta executiva e de declarar admissíveis seus pedidos de advertência salarial.

Os juízes, portanto, verificaram as funções reais desempenhadas pelo funcionário.

Ela recebia um dos maiores salários da associação para a qual trabalhava.

Contou com a delegação de poderes do Diretor-Geral.

Mas o problema dizia respeito à organização de sua programação. Ela não gozava de autonomia real. Na verdade, ela era

Continue lendo o artigo no site original →

LEIA  Saiba como administrar seu tempo