Imprimir amigável, PDF e e-mail

LAs desigualdades entre mulheres e homens persistem no mundo do trabalho há décadas. As mulheres ganham em média 24% menos que os homens (9% das disparidades salariais permanecem injustificadas), trabalham muito mais a tempo parcial e também enfrentam o sexismo no trabalho, seja ele consciente ou não.

A lei de 5 de setembro de 2018 pela liberdade de escolher o futuro profissional em particular, criou a obrigação para as empresas com pelo menos 50 funcionários de calcular e publicar seu Índice de Igualdade Profissional a cada ano, o mais tardar em 1º de março e, se o resultado não for satisfatório, colocar em prática ações corretivas.

Este Índice, calculado com base em 4 ou 5 indicadores em função da dimensão da empresa, permite iniciar ações de reflexão e melhoria nesta temática. Os dados são partilhados com base num método fiável e permitem ativar alavancas para eliminar as disparidades salariais entre mulheres e homens.

Este MOOC, desenvolvido pelo ministério responsável pelo trabalho, tem como objetivo orientar você no cálculo desse Índice e nas ações a serem tomadas em função do resultado obtido.

Continue lendo o artigo no site original →

LEIA  Objetivo IPv6